Em Pauta

Blockchain no Direito foi tema de Meetup na AASP

18 Out, 2018 17:05
Compartilhar

Evento abre a segunda edição do Hackathon AASP e trouxe as aplicações e a viabilidade de uma nova tecnologia para o cenário jurídico.

Você já pensou no que dá para fazer com a blockchain na área do Direito?

A pergunta foi o start do meetup da noite dessa quarta-feira, 17/10, e antecede a segunda edição do Hackathon AASP, evento que acontecerá nos dias 10 e 11 de novembro. O bate-papo serviu para esquentar os participantes para a maratona hacker que se aproxima, esclarecendo dúvidas e alinhando todas as expectativas de quem deseja participar dela.

“Realizamos um encontro com pessoas que desejam participar do nosso Hackathon; fizemos uma introdução sobre o significado da maratona para nós, voltada especialmente para a parte educacional, apostando na multidisciplinaridade dos times”, afirmou Jonathan Nelson, gerente de Inovação da AASP e coordenador da primeira edição do Hackathon, realizada em 2017.

Durante o encontro, a advogada especialista em Direito Empresarial e Inovações, Amanda Lima explicou como a tecnologia da blockchain pode ser utilizada no meio jurídico, por exemplo, nos cartórios que utilizam bases de registros e dados para validarem seus procedimentos.

Lima também destacou a evolução das blockchains públicas e privadas, que se aproximam cada vez mais das empresas, além dos seus efeitos sobre os smart contracts, criados para facilitar a negociação de um contrato, proporcionando mais confiabilidade em transações feitas pela web.

Uma década de novidades

Em 2008, Satoshi Nakamoto surpreendeu o mundo falando de uma moeda totalmente virtual, baseada na teoria de jogos; no ano seguinte lançaria o primeiro software. Logo, o mercado percebeu que todas as transações realizadas pelo programa de computador poderiam se tornar inteligentes, com mais aplicabilidade do que uma simples moeda, aliando uma visão de negócios simplificada com a redução de despesas.

Em todo o mundo, grandes profissionais do Direito, de inovação e da educação se mobilizam para apresentar seus estudos e soluções com base na tecnologia da blockchain. A novidade que já está revolucionando o mercado sustenta-se em três princípios fundamentais, que são: a distribuição, a imutabilidade e a transparência.

A discussão de sua aplicabilidade ganhou corpo durante o meetup da AASP, no qual a blockchain foi diretamente relacionada à área do Direito. Suas aplicações na área da saúde, rastreamento de medicamentos, seguros, alterações de documentos, contratos que se tornam imutáveis por meio de softwares e com alto poder de executabilidade nortearam o bate papo.

“Com a tecnologia da blockchain, daremos imutabilidade aos contratos e conseguiremos celeridade para executá-los, não precisando necessariamente de um meio físico de validação da informação”, concluiu Amanda Lima.

Até o início do Hackathon, que acontecerá nos dias 10 e 11 de novembro, a AASP deverá realizar ainda mais dois meetups de tecnologia.

Acompanhe a agenda da AASP e as redes sociais para participar do próximo encontro!

 

Fonte: Núcleo de Comunicação AASP

Últimas notícias sobre a AASP

Prepare-se para o mês da mulher aqui na AASP!

13 Fev, 18:43

Prepare-se para o mês da mulher aqui na AASP!

Artigos para download: Memórias do XXIII Congresso Ibero-Americano de Direito e Informática

11 Fev, 19:28

Artigos para download: Memórias do XXIII Congresso Ibero-Americano de Direito e Informática

certificado digital

11 Fev, 17:12

Infográfico AASP: Certificado Digital em Números